»posts recentes

» Arrumador

» Vidas

» Quadradinhos.

» De pai

» Psicotrôpego

» Fantasma

» Dia da Raça

» Petroleiro

» Notas Soltas

»arquivos

» Novembro 2012

» Novembro 2008

» Outubro 2008

Quarta-feira, 5 de Novembro de 2008

De pai

 

Eu gostava imenso que tu tivesses um cérebro que controlasse o teu cérebro para que tu não usasses o primeiro como um rádio sintonizado sempre na mesma onda e frequência.
Que fosse depositário de uma linguagem máquina com a capacidade de regenerar o desequilíbrio assim que este despontasse levemente e te pudesse desinstalar essa teimosa e perigosa sincronia. Que reagisse em nanosegundos a qualquer vestígio desoganizador da capacidade que a inteligência tem de se dedicar e ser sensível a um sem numero de interesses que também são coisas interessantes e úteis. Eu sei que os genes transportam a informação codificada que tiveste a preocupação de decifrar . Mas tu terás que juntar a estes outros conhecimentos. Eu não gostaria de ficar a saber que o único termo informático que conheces é tupperware, que também termina em ware , e que este seria provavelmente o disco , neste caso semi rígido , onde alguém te carrega diáriamente a informação necessária ao bom funcionamento do teu sistema operativo nas obras. Sabes que ninguém quer ficar dependente de um electro selvagem. Com a evolução e a facilidade de pagamentos a prestações qualquer um vai poder Ter um robot . Mesmo que seja da linha branca.
publicado por pimpo às 18:31
link do post | comentar | favorito

»mais sobre mim

»pesquisar

 

»Novembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30

»links

»subscrever feeds